in

Falta de carinho da mãe afeta o cérebro da criança

Pinterest

Até por instinto, os pais sabem que seu carinho e atenção são fundamentais para o bom desenvolvimento do bebê. Contudo, o amor pode ter reflexos muito além do estado psicológico da criança.

É o que explica o pediatra Dioclecio Campos Junior, professor da Faculdade de Ciências da Saúde, do Departamento de Pediatria da UnB. O profissional aponta os resultados de experiências com animais, que revelam que os filhotes que não foram lambidos pelas mães – que é a maneira de demonstrar afeto dos bichinhos – sofreram mudanças no cérebro.

Também, o pesquisador mostra que a falta de afeto acaba sendo passada adiante. Quando os animais “não amados” tiveram seus filhotes, eles  também não lamberam sua cria. “O vínculo afetivo é decisivo para moldar o comportamento ao longo do desenvolvimento”, define o cientista, durante uma palestra no 69º Curso Nestlê de Atualização Pediátrica.

E a pesquisa ainda for além! O pediatra Dioclecio Campos Junior mostra que o número de células do hipocampo, área ligada à memória, nos filhotes que não foram lambidos, era reduzido em comparação aos que tiveram as lambidas da mãe. Ou seja, a falta de carinho resultou em mudanças físicas mensuráveis.

Diante desse cenário, é possível afirmar que os cuidados no primeiro ano de vida têm repercussão sobre o cérebro das crianças. Esse é mais um estudo que ressalta a importância do afeto materno na infância, já que as sinapses se formam até os 5 anos – fase em que a criança aprende a aprender.

Dessa forma, quando um bebê é acarinhado, os níveis de serotonina sobem, reforçando as conexões sinápticas. Mas quando o pequeno fica exposto a situações negativas, o que aumenta é o cortisol, o hormônio do estresse, o que reduz a formação de sinapses no cérebro.

Written by Mayra Michel

Jornalista por formação e vocação. Apaixonada pelos desafios da escrita e pelo aprendizado diário do Português. Na caminhada da Comunicação desde 2004, ainda tem muito o que viver nessa profissão que "quem conhece, não esquece jamais" (sim, sou mineira!).

11 ex-namorados que perderam a noção do limite; o número 9 é o pior do mundo

Professora percebe ‘detalhe’ em lápis do aluno e história emociona internautas