in

Seu casamento estava praticamente destruído, mas uma pergunta foi capaz de mudar tudo

Tocomtempo

Todos os dias pessoas no mundo todo começam e terminam relacionamentos. Casais se unem e se separam pelos mais variados motivos. A vida a dois é realmente complexa e sempre existem momentos de dificuldade, mas com amor tudo é possível ser superado. 

Infelizmente, muitos apaixonados não conseguem superar as dificuldades do dia-a-dia e nem as diferenças entre eles. Com isso, muitas vezes a vida conjugal acaba se tornando um grande fardo e os desentendimentos provocam o fim da relação. Com o objetivo de ajudar casais a superar as diferenças e dar uma nova chance ao amor, um escritor americano decidiu dividir a experiência e surpreendeu o mundo.

Richard Paul Evans revelou que o seu matrimônio estava totalmente destruído, mas uma simples pergunta foi capaz de mudar tudo. Ele relatou com detalhes como conseguiu salvar o casamento.

O escritor era muito bem-sucedido profissionalmente e reconhecido em seu trabalho, o escritor estava muito bem em sua vida social. No entanto, dentro de sua própria casa vivia o caos. Casado e com uma filha, ele sentia cada vez mais distante da esposa. Triste com o que estava acontecendo, Richard buscou uma forma de salvar seu casamento.

A primeira atitude foi aceitar que a mudança que precisa em sua vida familiar tinha que partir dele.

Atitudes simples podem ser a chave da restauração

Ele percebeu que a esposa, keri, fazia tarefas simples e complexas do cotidiano. Foi então que procurou se mostrar um homem mais presente em casa. Richard então sempre que chegava em sua residência fazia uma pergunta a mulher: “O que posso fazer para melhorar seu dia?”.

A princípio, a esposa estranhou, mas sempre passava alguma tarefa para que o marido ajudasse. O fato é que esse simples detalhe aproximou novamente o casal. Eles decidiram viver tentando fazer com que o outro seja fez todos os dias.

7 alimentos que parecem inofensivos, mas que podem causar overdose

Lembra dela? A Garota Desastre cresceu e virou um mulherão