in

Se você tem entre 15 e 29 anos, saiba como viajar de graça pelo Brasil

Montagem: E. Maldonado

Sabia que se você tem entre 15 e 29 anos, talvez tenha direito de viajar gratuitamente para qualquer estado do Brasil? Pois bem, este é um benefício do governo que não é amplamente divulgado e que pode beneficiar milhares de pessoas com gratuidade em viagens interestaduais.

O programa se chama ID Jovem, um documento digital criado pelo governo que oferece diversos benefícios aos jovens, como, por exemplo, meia-entrada para eventos culturais e esportivos e vagas gratuitas e com descontos em transportes coletivos. 

O objetivo do programa é beneficiar os milhares de jovens do país que possuem baixa renda. Abaixo segue uma lista de alguns benefícios que são garantidos pelo programa: 

  • Meia entrada em cinemas, shows, teatros, jogos de futebol, e quaisquer outras áreas culturais, como museus, parques naturais, etc. 
  • Reserva de assentos em viagens interestaduais, 2 assentos com 100% de gratuidade e 2 assentos com no mínimo 50% de gratuidade do valor da passagem, sendo válidos ônibus, trens e barcos de classe convencional. 
  • Isenção em concursos públicos e vestibulares de universidades e institutos federais, assim como qualquer cidadão cadastrado no CadÚnico. 

Quem tem direito ao benefício?

A Id Jovem beneficia jovens de baixa renda que fazem parte do Cadastro Único e que tenham necessidade do auxílio para ter acesso a eventos culturais, esportivos e lazer. Os requisitos para o cadastro são:

  • Ter entre 15 e 29 anos, sendo estudante ou não;
  • Estar inscritos no CadÚnico com NIS ativo e com informações atualizadas há pelo menos 2 anos
  • Possuir renda familiar de até 2 salários mínimos (R$1874,00).

Como se cadastrar no ID Jovem? 

Como dito acima, para ter direito ao ID Jovem é necessário que você seja inscrito no CadÚnico, veja como logo abaixo: Para isso, você deve ir até o local no seu município que faça a gestão do programa Cadastro Único. Esses locais podem ser:

  • Setor do Cadastro Único;
  • CRAS;
  • Secretaria de Assistência Social.

No momento de realização do cadastro é necessário que você possua alguns documentos em mãos, cada município decide quais devem ser esses documentos, por isso, é preciso que você peça ao munícipio a lista dos documentos necessário. Os que podem ser solicitados são os seguintes:

  • Carteira de Identidade;
  • Carteira de Trabalho;
  • Certidão Negativa do INSS para aposentados;
  • Comprovante de residência;
  • Contracheque ou Holerite para quem trabalha com vínculo empregatício;
  • CPF;
  • Declaração escolar;
  • Título de Eleitor.

O processo que culmina na adesão deste documento é bastante simples e rápido, e o melhor, ele pode ser realizado totalmente pela internet, já que o documento será emitido de forma virtual, e poderá ser acessado por meio do aplicativo para smartphones ou diretamente na internet.

Written by Eliana Maldonado

Professora, 38 anos e ativa nas redes sociais. Escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.

O que este pai teve que fazer para enviar sua filha para a faculdade vai te emocionar

Gato ‘Paquito´ toma cerveja e acaba ficando bêbado; veja o vídeo