in

A surpreendente história da amizade entre Hitler e uma menina de origem judia

Uma fotografia de uma garota judia com Hitler está chamando a atenção do mundo e despertando curiosidade.

El país

No primeiro momento, a foto comum de um homem abraçando uma garota sorridente remete a uma cena que mostra ‘felicidade’. Entretanto, observando mais detalhadamente, verifica-se que a imagem foi tirada no ano de 1933 e exibe algo bastante muito complexo. O homem que aparece é Adolf Hitler, no qual implantou um governo nazista que gerou o assassinato em média de 6 milhões de judeus.

O intrigante é que a menina é Rosa Bernile Nienau, uma criança que na época tinha provavelmente em torno de seis anos, de origem judia  – pois a avó tinha parentesco com Israel. O fato chamou a atenção do mundo, pois o ditador odiava e perseguia pessoas de origem judaica.  

Na última terça-feira (13), a misteriosa foto deles, que foi captada por Henrich Hoffmann, fotógrafo particular de Hitler, foi leiloada nos Estados Unidos pelo valor de US$ 11,5 mil (cerca de R$ 43 mil), segundo informações dadas pela casa de leilões Alexander Historical Auctions, que está localizada no Estado de Maryland. 

O leiloeiro Bill chamado de Panagopulos relatou para o jornal britânico Daily Mail que: “Hitler era frequentemente fotografado com crianças, para fins de propaganda (de forma a retratar Hitler como um líder amoroso com crianças). O surpreendente da foto é que parece que ele tinha uma afinidade genuína com a menina.” 

De acordo com o site de leilões, a menina e sua mãe estavam reunidas com uma multidão  na frente da casa de Hitler, na região de Alpes, no aniversário do ditador em 1933. Conforme relatos históricos, a garota chegaria a se encontrar bem como se corresponder por meio de cartas inúmeras vezes escrevendo “tio Hitler”, como ela estava habituada a chamar o nazista, durando essas mensagens até 1938. 

 

Informações divulgadas pelo site do terra asseguram que existia ‘amor e amizade’ entre as partes, porém terminou quando a origem dela foi descoberta. Rosa Bernile Niernau não conseguiu sobreviver à guerra, pois morreu de pólio com 17 anos, no ano de 1943,  uma década após de o primeiro encontro com Adolf. 

Leia Também

Written by Andressa Cavalcante

Bacharel em direito, também possui formação no curso de Análise e desenvolvimento de sistemas, há 3 anos que trabalha como colunista em sites. Trabalha como Gerente de Mídia Social na página Garota Conservadora assim como em Loucos por Armas ambos do Facebook, no Instagram administra os perfis @versosdadireita e @blogconservadora

Next post

Selfie salva jovem de ser condenado 99 anos de prisão

Ladrão fica famoso após ter retrato falado divulgado na internet