in

Mãe faz desabafo emocionado após a filha ficar com a pele vermelha e cheia de feridas

Divulgação / Daily Mail

Uma mãe decidiu fazer um desabafo emocionado em sua rede social, após passar por um sério sofrimento com sua filha. A garotinha, de apenas dois anos, Maisie Buchanan de Falki, da Escócia, já precisou ser hospitalizada por seis vezes.

O motivo é que a menina sofre de um caso severo de psoríase. A doença que aflige a criança é tão séria que ela chega a ficar com a pele toda avermelhada. Além de ter que lidar com o sofrimento da filha, os pais acabam passando por situações constrangedoras ao ouvir comentários grosseiros quando pessoas perguntam se a menina tem alguma doença contagiosa.

Lesley Buchanan, de 35 anos, e o pai Alistair, de 36 anos, constantemente acabam sendo julgados por pessoas desconhecidas. Costumam achar que a bebê está com a aparência avermelhada devido ao excesso de sol, ou seja, os estranhos acreditam que possa ser falta de zelo dos pais. 

Na hora de dormir, a pequena precisa fazer uso de luvas especiais, evitando que ela venha se machucar enquanto dorme. Maisie sofre com um tipo de doença chamada psoríase infantil crônica. Segundo a SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia, a psoríase é uma doença inflamatória da pele e, diferente do que muitas pessoas imaginam, essa enfermidade pode começar em qualquer idade. 

No caso dos pequenos, as lesões podem ser desfigurantes e comprometer a qualidade de vida. Ainda segundo a SBD, essa enfermidade, no começo da infância, tem uma alta incidência familiar.  

A garotinha apresentou sintomas da enfermidade com quatro meses de vida. Segundo a mãe, as coceiras começaram no rosto, depois pernas e cotovelos. Com sete meses, o problema já havia atingido o corpo inteiro da filha. Os médicos tiveram dificuldade em fechar o diagnóstico.

Atualmente, a pequena faz tratamento e vem apresentando melhora. A mãe decidiu fazer o relato sobre a história da menina para servir de alerta para outros pais e falar sobre a psoríase infantil. As pessoas não precisam ter medo, pois não é uma doença contagiosa.

Santiago 513: o mistério do avião que aterrissou 35 anos após decolar

Mulher processa fabricante de cama após ser arremessada durante intimidade e ficar paralítica