in

Mulher processa fabricante de cama após ser arremessada durante intimidade e ficar paralítica

Divulgação / Uol

O caso de uma mulher que ficou paralítica após ter uma relação íntima virou alvo de processo judicial. O fato inusitado aconteceu no município de Maidenhead, na Inglaterra, e virou manchete em vários jornais pelo mundo.

A britânica Claire Busby, de 46 anos, abriu um processo contra uma empresa que fabrica colchões. Claire teve sérios danos a sua saúde que se tornaram irreversíveis. Tudo aconteceu quando ela estava com seu companheiro.

A britânica afirma que teria sido arremessada da cama box. De acordo com o relato da vítima, numa tentativa de fazer algo novo, o casal testou uma posição diferente e acabou resultando no acidente.

Claire alega que ter sido arremessada e com a queda abrupta acabou batendo forte com a cabeça no chão. Ela relatou que estava ajoelhada na parte inferior da cama e, quando foi mudar a posição, o acidente acabou acontecendo. “A minha cabeça bateu no chão, eu caí para o lado e, em seguida, ouvi como se uma mola no meu corpo estalasse. Senti isso acontecer“, relatou a vítima.

A britânica está pedindo uma indenização no valor de um milhão de euros, aproximadamente R$ 5 milhões. A vítima afirma que a cama estaria com defeito e, por isso, teria acontecido a tragédia que a deixou paralítica.

De acordo com o processo, Natalie, irmã da vítima, disse que depois do acidente foi visitar a empresária e percebeu que a cama faltava dois pés.

Já o fabricante do móvel afirma que o objeto foi montado corretamente e não apresentava nenhum sinal defeituoso. Para a empresa, não existe possibilidade de que o acidente tenha acontecido como foi relatado pela vítima.

Mãe faz desabafo emocionado após a filha ficar com a pele vermelha e cheia de feridas

Vasculite: o que é e quais são os sintomas