in

Estudo diz que casais felizes não exibem suas vidas em redes sociais; entenda

Reprodução / BN

Atualmente, é algo muito comum as pessoas compartilharem momentos de intimidade nas redes sociais. Na maioria das vezes chega a ser uma exagerada ‘publicidade’ da vida pessoal. Na onda das selfies perfeitas tem quem faça de tudo para conseguir os cinco minutos de fama. 

Inclusive, existem pessoas que perderam a vida tentando registrar a imagem perfeita. Tudo isso para conseguir curtidas em suas postagens. Também tem aqueles que gostam de ostentar felicidade nas redes sociais. Um estudo sobre casais sobre esse tema foi realizado e chegou a uma conclusão interessante.

A pesquisa foi realizada pela Universidade de Northestern, nos Estados Unidos e apontou que pessoas que gostam de ficar exibindo os relacionamentos nas redes sociais são normalmente inseguras em relação ao parceiro. Afinal, tem aqueles que não deixam passar nada, nenhum momento romântico deixa de ser publicado nas redes sociais.

A pesquisa foi publicada pelo Boletim de Psicologia Social e de Personalidades. No total, o estudo analisou 108 casais que expunham seus relacionamentos expostos na rede social. Cada pessoa que participou manteve um diário ao longo de duas semanas. Nesse período, eles iam fazendo o registro de quanto se sentiam inseguros sobre o relacionamento e também a quantidade de vezes que interagiu no Facebook.

Uma análise dos perfis foi realizada nas redes sociais. O objetivo era ver quanto tempo era gasto na página e também a quantidade de publicações realizadas sobre o relacionamento do casal.

A pesquisa descobriu que nos dias em que os participantes estavam se sentindo mais inseguros, eles acabavam publicando muito mais coisas sobre o parceiro e a relação, entre mensagens, fotos e outras postagens. Enquanto os posts dão a impressão de felicidade, os cientistas concluíram que a verdade é o contrário.

Conheça as 20 plantas mais eficientes contra as dores de cabeça

Homem recolhia bebês abortados para sepultar, depois descobriram sua verdadeira intenção