in

Pai é processado por ‘abuso infantil’ após proibir seu filho de se vestir como menina

Um disputa judicial entre um pai e uma mãe está causando polêmica na internet, visto que eles lutam na justiça para decidir o gênero da criança

Um pai está enfrentando uma batalha judicial que pode terminar com a perda da guarda de seu filho. De acordo com sites jornalísticos, Jeffrey Younger recebeu acusação de ‘abuso infantil’ em razão de não ter aceitado a decisão da ex-esposa em cuidar do seu filho, cujo nome é James, como se fosse uma menina.

Segundo documentos judiciais, a ‘identidade de gênero’ do garoto estava sendo alterada enquanto ele frequentava a residência da genitora., levando em conta que ele só usa roupas femininas quando está acompanhado da mãe, que o denomina de “Luna”. Entretanto, Jeffrey falou ao jornal ‘The Federalist’ que o garoto não gosta de ser abordado como uma menina e se recusa arbitrariamente a usar roupas de garotas quando está com o genitor. 

A polêmica reside em razão da mãe acusar o genitor de “comportamento emocionalmente abusivo” para com o James, pois não aceita a identidade de menina que ela afirma que o filho possui. Documentos judiciais exibem um exemplo de algo visto como “abuso”, que seria cortar o cabelo da criança, bem como outras atitudes. 

Assim, os documentos acusatórios contra o genitor afirmam: “Embora não esteja claro se esse comportamento se eleva ao nível da violência familiar neste momento, a agressão do Pai está se tornando mais comum e mais intensa”. 


E mais, o relatório que acusa Jeffrey de praticar crimes contra a criança também declara sobre a genitora: “Ela também está procurando exigir que ele pague pelas visitas da criança a um terapeuta que faça a transição de gênero, o que pode incluir o bloqueio da produção hormonal a partir dos oito anos”. O tema em questão está gerando bastante debates em rede social. 

A genitora de James o designou para ser assistido por um terapeuta que faz transição de gênero, que declarou que a criança sofre de disforia de gênero. O profissional observou que James prefere ser identificado como “Luna” quando está com a mãe, todavia opta por ser chamado de “James” se estiver com o pai. 

Leia Também

Written by Andressa Cavalcante

Bacharel em direito, também possui formação no curso de Análise e desenvolvimento de sistemas, há 3 anos que trabalha como colunista em sites. Trabalha como Gerente de Mídia Social na página Garota Conservadora assim como em Loucos por Armas ambos do Facebook, no Instagram administra os perfis @versosdadireita e @blogconservadora

Next post

Homem cava túnel de sua casa até ao bar e ia para lá todas as noites enquanto sua esposa dormia

Homem viraliza em selfies com amigo inusitado; Veja as fotos