in

5 perguntas para fazer a si mesma antes de perdoar uma traição

Foto: Getty Images

Antes mesmo de perdoar uma traição é importante ter um tempo sozinha para refletir a respeito de como anda sua vida. Esquecer o erro do parceiro e seguir em frente é um exercício de maturidade e superação que nem sempre estamos preparados ou até mesmo dispostos a colocar em prática.

Cada casal reage de uma forma diferente em um possível caso de infidelidade. Há quem acredite que o parceiro criar vínculos emocionais com a amante é pior do que apenas se envolver sexualmente. Outros já pensam o contrário.

A definição do que configura traição ou não, deixaremos por sua conta. O que vamos fazer é lhe ajudar a entender até que ponto você é capaz de perdoar aquilo que você considera traição e principalmente até que ponto você acredita que o seu parceiro não cometerá novamente o mesmo erro.

Esses tópicos foram listados por psicólogos entrevistados pelo jornal Daily Mail, e são cinco perguntas indispensáveis para você fazer a você mesma antes de perdoar uma traição. Confira: 

Ele já traiu outras companheiras no passado?

Mudar algo com o qual se é acostumado é tarefa difícil. Por mais que muitas pessoas consigam superar e aprender com os próprios erros, muitas outras não enxergam problema algum em trair e por isso já traíram algumas vezes e provavelmente vão trair de novo. Exceções logicamente existem, mas são raras.

Qual o motivo da traição?

OBS: você nunca terá culpa em ser traída. Se seu companheiro está insatisfeito com o relacionamento por qualquer motivo que seja, seus erros não justificam a traição do seu parceiro e infidelidade não é resposta para a insatisfação.

Dito isso, vale se perguntar o motivo dessa traição. Um incidente isolado é mais fácil de perdoar e até de entender – por mais doloroso que seja – do que, por exemplo, um envolvimento emocional. Descubra o motivo e pense no que você faria se estivesse no lugar dele.

O que você acha que ele faria se o motivo se repetisse?

Vamos ao exemplo: ele disse que rolou porque estava bêbado demais, triste, magoado e acabou deslizando durante uma festa? Então, reflita sobre o que ele faria se a situação se repetisse. Ele faria de novo? Quais suas garantias de que ele não vai te trair novamente? Reflita.

Como estava seu relacionamento quando a traição aconteceu?

Relembrando, a culpa não é sua e isso precisa estar bem claro em sua mente. Mas é menos difícil perdoar uma traição quando você analisa e percebe que seu relacionamento estava abalado por qualquer motivo que seja. Por outro lado, se você não percebeu nada e o relacionamento ao seu ver estava ótimo e você nem desconfiava que uma traição poderia rolar, vai ser difícil confiar novamente na pessoa. 

Ele se arrepende do que fez?

É de extrema importância que você sinta que ele está realmente arrependido para ter certeza de que não acontecerá de novo. Se você sentir que ela está tentando colocar a culpa em você ou reverter a situação, é melhor pular fora. É normal que em uma situação como essa o casal discuta o relacionamento e tente entender as razões pelas quais a traição aconteceu, mas não confunda isso com transmissão de culpa, ok? O erro é de quem traiu, não de quem foi traído.

Written by Higor Mendes

Corretor de Imóveis, cursou até o 3º semestre de Engenharia de Pesca na Universidade Federal Rural da Amazônia e atualmente é graduando em História na UNP. Apaixonado por História da Segunda Guerra Mundial, Política, Futebol e curiosidades em geral.

Homem ‘grávido’ passa por cirurgia para retirada de feto

Depressão: aprenda a reconhecer a doença do século e salve vidas