in

8 mulheres famosas que foram brutalmente assassinadas pelos seus parceiros

Fotomontagem: AFP/Getty/Facebook Ana Carolina/Guti M.
Publicidade

A violência doméstica não escolhe cor, classe social ou popularidade da vítima, e a cada dia se torna um crime mais frequente com milhares de mulheres sendo agredidas e mortas em todo o mundo pelo simples fato de serem mulheres.

Algumas celebridades tiveram um triste fim, após serem vítimas de ex-namorados e maridos possessivos, que ceifaram suas vidas com requintes de crueldade. Veja alguns casos dessas mulheres assassinadas por seus parceiros.

Publicidade

Lana Clarkson

Lana foi uma das atrizes mais talentosas de sua época, fazendo parte do elenco de grandes sucessos, como “Nove Semanas e Meia de Amor 2” e “Scarface”. Em 2009, a estrela namorava com o produtor musical Phil Spector, e foi justamente esse homem que afirmava amá-la que a assassinou com um tiro na boca. Phil não demonstrou real arrependimento, confessou o crime e foi condenado a 19 anos de prisão.

Dorothy Stratten

Dorothy era jovem, bonita e talentosa. Fez vários filmes e se tornou uma das capas da Playboy mais aclamadas de sua época. A moça era casada com o mesmo homem que a impulsionou para o mundo da fama, Paul Snider. Esse homem era possessivo e ciumento, não suportando a ideia de ter uma bela esposa que era assediada pela imprensa e pelos fãs. Ele se tornou agressivo e começou a espancá-la. Dorothy não suportou mais a situação e decidiu terminar o casamento, mas Paul não aceitou, dando um tiro de espingarda no rosto da atriz e se suicidando em seguida.

Publicidade

Ana Carolina Vieira


A bela dançarina integrava o grupo de dançarinos da banda Aviões do Forró, também era integrante do quadro Dançarinas do Faustão aos domingos. Bem na melhor fase de sua carreira, a moça foi encontrada morta em seu apartamento.

O crime foi forjado para parecer um suicídio por enforcamento, mas seu namorado possessivo confessou o crime, dizendo que ficou com o corpo no local por dois dias após o crime. Ele foi preso. Na foto abaixo, é possível ver o ex-namorado e assassino confesso de Ana Carolina.

Dominique Dunne 

A moça tinha apenas 22 anos, mas já era conhecida mundialmente por filmes que se tornaram clássicos, como Os Cavaleiros da Sombra e Poltergeist. Dominique já era vista como uma das grandes promessas de Hollywood. Infelizmente, seu ex-namorado, John Thomas, inconformado com o fato da atriz ter terminado com ele e não querer reatar, decidiu pôr um fim na carreira promissora e na vida de Dunne, matando-a estrangulada.

Amanda Bueno

A bela moça era dançarina de funk e passou pelo grupo Gaiola das Popozudas. De acordo com relatos de amigos, ela vivia uma boa fase de sua vida, a não ser pelo fato de ter um noivo ciumento. Amanda foi encontrada morta com um tiro na cabeça e seu noivo confessou o crime, alegando que decidiu matá-la por ciúmes. Na foto abaixo é possível ver o noivo assassino e confesso de Amanda, no momento em que foi preso.

Sofia e Maria José Alvarado

Maria ficou famosa por ganhar o título de Miss Honduras e estar prestes a disputar o Miss Mundo. Consequentemente sua irmã, Sofia, também começou a se tornar conhecida, pois elas estavam sempre juntas. Certo dia as duas foram em uma boate comemorar o aniversário do namorado de Sofia, mas ele era exageradamente ciumento e o trio se desentendeu no local, indo embora pouco tempo depois.

A partir dali ninguém tinha notícias das irmãs, até que no dia em que Maria devia embarcar para Londres para disputar o Miss Mundo 2014, a polícia encontrou os corpos das duas irmãs. O autor do crime foi Plutarco Ruiz, namorado de Sofia, que deu 16 tiros em Maria e 8 em Sofia. Ele confessou o crime e foi condenado a 60 anos de prisão em Honduras. Na foto abaixo estão as duas vítimas e o criminoso no centro.

Jiah Khan

Jiah se tornou uma das cantoras e atrizes mais aclamadas da Índia nos últimos anos. Ela nasceu em Nova York, mas por ser filha de indianos, teve sua vida focada na Índia. Jiah estava em quase todas as revistas e tinha vários trabalhos na Bollywood.

Em 2013 o corpo da moça foi encontrado em seu próprio apartamento em uma cena forjada para parecer suicídio por enforcamento, mas sua mãe não acreditou que a filha tivesse motivos para se matar e contratou uma equipe de peritos para investigarem o caso. A perícia constatou que Jiah foi estrangulada e depois morta.

Khan deixou uma carta acusando o namorado, Sooraj Pancholi, de agredi-la, trai-la e obrigá-la a fazer um aborto, dando a entender que ele era o culpado por algo que acontecesse com ela. Até hoje Sooraj não foi condenado pelo crime, pois é filho de uma família muito influente, mas foi acusado pela primeira vez pelo tribunal em 2018 e será julgado em breve.

Publicidade

Leia Também

Next post

7 namoradas psicopatas que nenhum homem gostaria de ter; veja o que fizeram

Modelo famosa marca encontro com 100 homens pelo Tinder e os faz competir por ela